Dívida externa recua para US$ 202,964 bi em julho

A dívida externa brasileira fechou o mês de julho em US$ 202,964 bilhões, de acordo com dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). O valor é US$ 2,6 bilhões menor que a dívida de US$ 205,558 bilhões do mês de junho. A dívida de médio e longo prazo caiu no mesmo período dos US$ 185,735 bilhões de junho para US$ 183,536 bilhões."A redução de US$ 2,2 bilhões em julho, na dívida de médio e longo prazos, deveu-se às saídas líquidas de US$ 1,4 bilhão em operações de mercado e US$ 806 milhões de variação por paridade", explicou o BC. A dívida de curto prazo, por sua vez, recuou dos US$ 19,822 bilhões de junho para US$ 19,428 bilhões.CaptaçãoA captação de US$ 1 bilhão feita pelo governo neste mês fez o Banco Central revisar sua projeção de captações da República em 2005 de US$ 6 bilhões para US$ 5 bilhões. A captação também levou o BC a alterar sua estimativa de reservas internacionais líquidas (sem os recursos do FMI) para este ano de 2004 dos US$ 20,632 bilhões do mês passado para US$ 21,744 bilhões. A previsão de reservas brutas, por sua vez, passou dos US$ 45,886 bilhões estimados em setembro para US$ 47,350 bilhões.Para 2005, as estimativas de reservas líquidas oscilaram dos US$ 18,291 bilhões do mês passado para US$ 18,415 bilhões e as de reservas brutas recuaram de US$ 36,124 bilhões para US$ 36,588 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.