Dívida interna do País chega a R$ 758 bi em junho

A dívida interna em títulos públicos voltou a subir em junho atingindo R$ 758,19 bilhões. O crescimento do estoque foi de 1,31% em relação ao mês de maio, quando a dívida estava em R$ 748,38 bilhões. O prazo médio da dívida registrou pequena queda em junho ? de 30,20 meses em maio para 29,84 meses em junho.A participação de títulos prefixados - considerados melhores para administração da dívida - aumentou de 16,37% em maio para 16,82% em junho. O estoque desses papéis subiu nesse período de R$ 122,52 bilhões para R$ 127,55 bilhões. Esse aumento é decorrente da emissão líquida de R$ 3,3 bilhões de títulos prefixados ocorrida no mês, depois da melhora do mercado financeiro, que voltou a demandar esses papéis.Depois de um ligeiro aumento em maio, a exposição cambial da dívida retomou a tendência de queda, passando de 16,58% em maio para 15,79% em junho. De acordo com nota técnica sobre a dívida pública, divulgada nesta manhã pelo Banco Central e Tesouro Nacional, a exposição cambial (títulos e contratos de swap atrelados à variação do dólar) da dívida diminuiu em R$ 4,4 bilhões.A participação de títulos remunerados por índices de preços alcançou em junho 14,94%, ante 14,65% em maio. A participação de títulos pós-fixados com juros atrelados à Selic, a taxa básica de juros da economia, subiu de 50,57% para 50,62%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.