Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Dívida interna do Tesouro em títulos cai 3,8% em janeiro

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) apresentou em janeiro uma queda de R$ 61,43 bilhões. Com o recuo, o estoque da dívida fechou o mês passado em R$ 1,542 trilhão, o equivalente a uma queda de 3,83% em relação a dezembro de 2010. Segundo dados divulgados pelo Tesouro Nacional, essa queda é decorrente de um resgate líquido de títulos de R$ 76,82 bilhões. O total de resgates de títulos da DPMFi foi de R$ 113,64 bilhões para um volume de emissões de R$ 36,82 bilhões.

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

22 de fevereiro de 2011 | 15h01

Por outro lado, o impacto de juros no estoque da dívida em janeiro significou um aumento de R$ 15,37 bilhões.

Dados divulgados nesta tarde mostram que a parcela da dívida mobiliária atrelada a títulos prefixados caiu de 37,93% em dezembro para 34,21% no mês passado. A parcela atrelada a índice de preços subiu de 28,14% para 29,77%. Já a participação de títulos atrelados à taxa Selic subiu de 33,36% para 35,42%. A fatia atrelada à taxa de câmbio subiu de 0,57% para 0,60% do total da dívida.

O prazo médio da dívida mobiliária fechou o mês de janeiro em 3,54 anos, ante 3,36 anos em dezembro. Já a parcela a vencer em 12 meses, "considerada dívida de curto prazo", teve um ligeiro aumento de 24,57% em dezembro para 24,81% em janeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
títulosdívida mobiliáriaTesouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.