Dívida mobiliária federal interna recua 2,5% em abril

A dívida mobiliária interna diminuiu2,5 por cento em abril e alcançou 1,218 trilhão de reais,segundo dados do Tesouro Nacional divulgados nestaterça-feira. No mês, o Tesouro fez um resgate líquido de 43 bilhões dereais e a apropriação de juros somou 11,6 bilhões de reais. A parcela dos títulos prefixados --considerados melhorespara o gerenciamento da dívida-- caiu de 36,26 por cento emmarço para 34,0 por cento em abril. Os papéis atrelados à Selic aumentaram de 36,51 para 38,41por cento e os corrigidos por índices de preços subiram de27,39 para 27,63 por cento. A dívida cambial ficou negativa em 2,17 por cento em abril,ante 2,24 por cento em março. O Tesouro informou ainda que o estoque da dívida fechou omês com prazo médio de 41,65 meses, ante 40,26 meses em março. O Tesouro acrescentou que em março e abril foramrecomprados títulos da dívida federal externa no valor de 278,6milhões de reais. (Reportagem de Isabel Versiani; Edição de Vanessa Stelzer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.