DKW eleva dívida brasileira para acima da média do mercado

O banco Dresdner Kleinwort Wasserstein (DKW) elevou a sua recomendação para a dívida brasileira de neutral (na média do mercado) para overweight (acima da média do mercado). "Acreditamos que o pior da crise política já passou", disse à Agência Estado o economista sênior do banco, Nuno Câmara. "Com a tendência de queda dos juros, o crescimento econômico deverá continuar se expandindo." O DKW acredita que há espaço para uma queda dos spreads sobre os títulos brasileiros com o clima de menor volatilidade política no País.Câmara observou que a forte demanda pelos bônus denominados em reais emitidos ontem pelo governo brasileiro - que teria superado os US$ 4 bilhões - é um forte indicador do aumento da confiança dos investidores estrangeiros no País. "Acreditamos que novas captações desse tipo deverão ocorrer no curto prazo, o que ajudará o Brasil a reduzir ainda mais a sua exposição ao risco cambial", disse Câmara. Segundo ele, a emissão deverá também ter um impacto positivo no alongamento da maturidade dos papéis da dívida pública.O DKW manteve também uma atitude positiva em relação à dívida emergente em geral. "Eles estão apoiados em fundamentos técnicos fortes", disse o banco em nota para clientes. "Acreditamos que os principais yields continuarão baixos diante do fortalecimento da perspectiva de desaceleração econômica nos Estados Unidos aliada a uma inflação sob controle." O banco observou que diante do impacto do furacão Katrina, as expectativas de alta dos juros nos Estados Unidos foram reduzidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.