ERIC GAILLARD/REUTERS
ERIC GAILLARD/REUTERS

Dois brasileiros entre os presidentes de júri de Cannes

Cannes Lions Festival Internacional de Criatividade anunciou 27 profissionais que vão presidir categorias do evento

O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2018 | 05h00

O Cannes Lions Festival Internacional de Criatividade, que tem o Estadão como representante oficial no Brasil, anunciou na última sexta-feira os 27 profissionais que vão presidir as 27 categorias da 66ª edição do evento, que acontecerá de 17 a 21 de junho do próximo ano na Riviera Francesa. 

Na lista, estão dois brasileiros: PJ Pereira, chairman criativo e co-fundador da Pereira O’Dell, que vai liderar a área de Social & Influencer Lions, e Jaime Mandelbaum, daVMLY&R Europa, na divisão de Brand Experience & Activation Lions. 

A direção do Festival também anunciou dois novos Leões: Entertainment Lion for Sport e Creative Strategy Lions. A categoria Product Design Lion foi retirada do evento. De acordo com a organização do Cannes Lions, as mudanças representam as transformações da indústria e da evolução da criatividade.

“Ganhar um Cannes demonstra excelência criativa. É um trabalho inspirador que se destaca pela inovação, impacto e eficácia. Ao premiar, os jurados estão reconhecendo a melhor produção criativa do ano anterior, mas também sinalizando o futuro da criatividade”, afirmou, em nota, Philip Thomas, presidente do Cannes Lions. “Nossos presidentes de júri são fundamentais nesse processo, tendo eles mesmos demonstrado suas credenciais criativas para orientar equipes, organizações e marcas a estabelecer padrões exemplares. Estamos extremamente orgulhosos de ter o talento e a experiência deles para liderar os jurados deste ano”, acrescentou Thomas. 

Diversidade. Os presidentes do júri abrangem a arquitetura do Cannes Lions Awards, lançada no ano passado, que inclui nove faixas de prêmios. De acordo com a organização do evento, essas faixas permitem aos participantes refletir a diversidade e a especialização do trabalho de comunicação criativa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.