coluna

Fernanda Camargo: O insustentável custo de investir desconhecendo fatores ambientais

Dois consórcios seguem na disputa por estatal na Grécia

A agência de privatização da Grécia aprovou nesta quinta-feira a oferta de dois grupos de investimento que irão prosseguir para a segunda fase da privatização da companhia de abastecimento de água Thessaloniki Water Supply & Sewerage.

Agencia Estado

30 de maio de 2013 | 16h45

No primeiro consórcio estão a empresa francesa Suez Environment e o grupo grego de construção Aktor. Já o segundo bloco inclui a Mekorot Development and Enterprise, uma unidade da empresa nacional de água de Israel, e Miya Water Projects Netherlands, Terna Energy e a G. Apostolopoulos S.A. Holdings.

O setor de gás também tem atraído o interesse de investidores para o país. A privatização da companhia Depa é vista como um importante teste para o governo grego. Até agora cinco diferentes investidores demonstraram interesse, mas ainda não se sabe quantos vão participar da oferta final.

O Fundo de Desenvolvimento de Ativos da República Helênica também informou em comunicado que 11 grupos de investimento nacionais e internacionais mostraram interesse em uma série de marinas e portos, incluindo a Alinos Marina, no litoral sul de Atenas.

No começo de maio o governo grego vendeu 33% da participação no grupo de jogos Opap, o que marcou a primeira venda significativa de ativos no programa de privatização do país. A Grécia conseguiu arrecadar cerca de 2 bilhões de euros com privatizações desde maio de 2010. A meta era de 3 bilhões. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.