Dólar abre em alta com incertezas sobre o quando da guerra

O dólar abriu em alta forte, de 1,26%, a R$ 3,605. Os analistas já esperavam comportamento negativo do mercado - reflexo da incerteza, que continua mesmo após Colin Powell apresentar à ONU as "provas irrefutáveis" que os Estados Unidos prometiam. Powell não convenceu o Conselho de Segurança e o mercado continuou com uma certeza e uma dúvida. A certeza é de que os Estados Unidos atacarão mesmo o Iraque. A dúvida é: quando? A avaliação que prevalece no mercado nos últimos dias é que "já que o conflito é inevitável que venha logo e seja rápido". Afinal, a incerteza é o pior dos mundos para os que tentam "precificar" os fundamentos nos preços dos ativos. Clique aqui para acompanhar a cotação do dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.