Dólar abre em alta de 0,55% na BM&F, a R$ 2,161

O dólar abriu em alta de 0,55% no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) desta terça-feira, com o primeiro negócio fechado à taxa de R$ 2,161. Permanece um certo temor de que os últimos acontecimentos possam resultar na saída do ministro Antonio Palocci do Ministério da Fazenda. Alguns analistas financeiros consideram que nem que isso viesse a ocorrer, haveria riscos para a condução da política econômica. Outros, no entanto, acreditam que um ministro que não pertença aos quadros petistas poderia provocar alguma instabilidade. Mas essa ainda é a possibilidade menos considerada.No cenário externo, o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Ben Bernanke, segunda-feira à noite, não mudou a avaliação dos analistas sobre a trajetória de alta da taxa de juros dos Estados Unidos. Assim, a perspectiva é que o mercado externo continue mostrando tranqüilidade em relação ao cenário norte-americano, com a maioria das expectativas convergindo para a idéia de que o juro básico norte-americano chegue aos 5% (hoje está em 4,5%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.