Dólar acompanha piora global e sobe para R$1,753

O dólar subiu nesta terça-feira,influenciado pelo pessimismo global com a economia dos EstadosUnidos após dados piores do que o esperado sobre as vendas dovarejo em dezembro. A moeda norte-americana fechou em alta de 1,04 por cento, a1,753 real. A divisa, que havia caído nas três sessõesanteriores, ainda acumula baixa de 1,35 por cento neste mês. O dólar acompanhou a piora generalizada dos mercadosinternacionais. Em Nova York, as principais bolsas caíam cercade 2 por cento à tarde e, no Brasil, a Bolsa de Valores de SãoPaulo (Bovespa), em queda de mais de 3 por cento, chegou aperder o patamar de 60 mil pontos. O gatilho para o pessimismo foi o relatório de vendas dovarejo nos Estados Unidos em dezembro. A queda de 0,4 por centonas vendas preocupou os investidores, que temem por umarecessão na maior economia do mundo. Outra má notícia veio do Citigroup, maior banco dos EstadosUnidos, que registrou no final de 2007 o maior prejuízotrimestral da história. O rombo, mesmo menor do que asexpectativas mais pessimistas, mostrou que o impacto da criseglobal de crédito no setor financeiro ainda não está totalmenteavaliado. Nesse ambiente, o mercado de câmbio repetiu a posturacautelosa do dia anterior e operou com volume abaixo da média. "O mercado ficou olhando lá para fora, não tem como. Vamosficar nessa indefinição até acabar com esses números lá fora",disse Júlio César Vogeler, operador de câmbio da corretoraDidier Levy. Na quarta-feira, o mercado terá o relatório sobre os preçosao consumidor nos Estados Unidos para digerir. Nesta terça, foia vez dos preços no atacado, que repercutiram pouco diante dasoutras notícias. "Os indicadores econômicos que serão anunciados ganhamrelevância maior do que em outros momentos, visto que há ocrescente risco de 'estagflação', o que é o pior dos cenários",comentou Sidnei Nehme, diretor-executivo da NGO Corretora. "A volatilidade é a tendência predominante."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.