Dólar afeta venda em supermercados em setembro, diz IBGE

A valorização do dólar frente ao real atingiu as vendas de três setores do varejo no mês de setembro. Segundo a técnica Aleciana Gusmão, da coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): hipermercados e supermercados, equipamentos e materiais para escritório e informática e móveis e eletrodomésticos.

IDIANA TOMAZELLI, Agencia Estado

13 de novembro de 2013 | 11h24

Enquanto o setor de equipamentos e materiais para escritório e o de informática e móveis e eletrodomésticos registraram vendas menores, os supermercados apresentaram alta nas vendas, mas de apenas 0,7%. Esse resultado acabou impactando no crescimento anual do varejo restrito no mês de setembro, que ficou em 4,1%, pior alta anual para meses de setembro desde 2003.

No caso de móveis e eletrodomésticos, o setor teve queda de 0,2% em setembro ante agosto, e alta de 7,6% em relação a setembro de 2012. Segundo Aleciana, a redução veio a despeito da política de incentivo do governo ao setor por meio do programa Minha Casa Melhor, que financia a compra desses produtos a juros menores para os participantes do Minha Casa, Minha Vida.

"Em julho é que veio o grande impacto dessa política, justamente por ter sido o mês em que ela foi implementada. Ela continua tendo reflexo, mas na comparação do mês contra o mês anterior teve uma acomodação", analisou.

O último setor afetado pelo câmbio foi o de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação, que teve queda de 0,7% em setembro na margem. Em agosto, esse indicador foi de alta de 7,5%. Em relação a setembro de 2012,no entanto, o setor apresenta alta de 16,5%.

Tudo o que sabemos sobre:
varejoIBGEsetembrosupermercados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.