Dólar ameaça cair abaixo de R$ 2 e BC intervém

Consolida-se entre os investidores a percepção de que o governo quer a moeda entre R$ 2 e R$ 2,10; volatilidade do câmbio desaba

O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2012 | 03h05

A intervenção do Banco Central (BC) no câmbio ontem consolidou em analistas e operadores do mercado a ideia de que o Brasil tem, hoje, um regime cambial na teoria e outro na prática. Oficialmente, o País adota câmbio flutuante. No dia a dia, porém, o BC tem atuado sempre que a moeda americana se aproxima de R$ 2,10 ou ameaça cair abaixo de R$ 2. Esse cenário reduziu drasticamente a volatilidade do mercado de câmbio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.