Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Dólar amplia a queda e chega a R$ 2,955

O dólar acelerou a queda à tarde. Depois de abrir em queda de 1,22%, cotacdo a R$ 2,988, e passar o período de antes da pausa dos negócios para o almoço oscilando perto desse patamar, o dólar aumentou a queda para 2,31%, às 15h13, cotado a R$ 2,955. O debate entre integrantes do governo e dos partidos da base aliada sobre a queda acentuada do dólar e o piso adequado para a moeda continua. O líder do governo no Senado, Aloízio Mercadante, defendeu um debate sobre um mecanismo de taxação dos capitais voláteis que ingressarem no país. Medida que, em sua essência, é contra o mecanismo de câmbio flutuante. Já o vice-presidente José Alencar diz que "reza" todo os dias para o câmbio continuar flutuante. A sucessão de declarações sobre o assunto aumenta a volatilidade do mercado cambial, que procura, ao menos, por uma sinalização para qual o piso que governo considera adequado para o câmbio. Clique aqui para acompanhar a cotação do dólar.

Agencia Estado,

07 de maio de 2003 | 15h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.