Dólar avança mais de 2% na abertura, a R$ 2,258

O mercado de câmbio deve seguir pautado pelas preocupações em relação à inflação mundial, a trajetória da política monetária dos Estados Unidos e as movimentações dos ativos internacionais em função desses temores.Assim, o dólar negociado no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) abriu nesta segunda-feira em alta de 2,26%, a R$ 2,258, já que os mercados externos demonstram forte tensão esta manhã. Já o dólar comercial (balcão) avançava 2,58%, a R$ 2,265, na abertura dos negócios.Desde que as apreensões começaram, a cotação do dólar saiu de níveis próximos a R$ 2 para valores superiores a R$ 2,20, no fechamento da semana passada. E, segundo informações divulgadas pela imprensa durante o final de semana, os cálculos do Ministério da Fazenda e do Banco Central seriam de dólar ao redor de R$ 2,40, se houver continuidade da alta dos juros norte-americanos.Enquanto isso, o governo segue discutindo a implantação de medidas que visam a amenizar as eventuais perdas que os exportadores estejam enfrentando por causa da defasagem cambial. Na semana passada falou-se em permitir que o exportador que importa retenha no exterior os recursos das operações de comércio internacional.

Agencia Estado,

22 de maio de 2006 | 10h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.