Dólar cai a R$ 2,275 com fluxo positivo

Reduções de posições compradas no mercado de câmbio futuro e as fortes altas das bolsas estimularam ainda vendas da moeda

Silvana Rocha, Claudia Violante e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

29 de janeiro de 2009 | 00h00

O dólar no mercado à vista fechou ontem abaixo de R$ 2,30 pela primeira vez desde o último dia 12, cotado a R$ 2,275 (-2,32%) no balcão e na BM&F. Este também é o menor valor de fechamento da moeda no balcão desde 9/1, quando terminou a R$ 2,271. O aumento da oferta de dólares refletiu a animação dos investidores com as altas das bolsas internacionais e brasileira em meio ao avanço das commodities e expectativas com um plano de ajuda aos bancos nos EUA, com absorção dos ativos ruins pelo governo, e da aprovação, no curto prazo, pelo Congresso do país, do pacote de estímulo à economia de pelo menos US$ 825 bilhões. O ingresso de recursos no mercado doméstico, entre US$ 500 milhões e US$ 700 milhões, e um movimento de redução de posições compradas em dólar futuro também ampararam o declínio da moeda. Com a volta dos estrangeiros ao mercado local, houve elevação generalizada das ações, com destaque para os ganhos superiores a 5% da Vale e Petrobrás. O Ibovespa subiu 3,95%, para 40.227,45 pontos, elevando a valorização apurada em quarto sessões para 6,16%. O juro de janeiro de 2010 ficou em 11,23%, com o mercado à espera da ata da reunião de janeiro do Copom, que será divulgada hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.