Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Dólar cai ante euro e iene e tem mínima em relação ao franco-suíço

Dados positivos da atividade manufatureira e das vendas de imóveis divulgados ontem nos EUA impulsionaram a perspectiva para o crescimento do país, levantando o sentimento do investidor

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

31 de dezembro de 2010 | 09h47

As principais moedas mundiais registram pouca alteração na Europa, à medida que o enfraquecimento do dólar e a pouca liquidez continuam a ser os principais fatores do último dia de pregão de 2010. O euro e a libra operam, no entanto, com leves ganhos.

O dólar acentuou a queda no overnight, atingindo outra mínima histórica em relação ao franco suíço, de 0,9339 franco-suíço, e renovando a mínima em sete semanas ante o iene, de 81,28 ienes. A moeda norte-americana também ficou sob pressão em relação ao dólar australiano, que foi comercializado em US$ 1,02.

Os analistas disseram que os dados econômicos positivos da atividade manufatureira e das vendas de imóveis divulgados ontem nos EUA impulsionaram a perspectiva para o crescimento do país, levantando o sentimento do investidor. No entanto, os números robustos tiveram um efeito negativo sobre o dólar, visto que impulsionaram o apetite por risco, o que provocou a queda da moeda.

O euro foi beneficiado pelo enfraquecimento dólar e atingiu seu mais alto nível em dias semanas ante a moeda, de US$ 1,3391, além de subir em relação ao franco-suíço e ao iene.

Segundo traders, os investidores que possuíam posições negativos no euro também reverteram parte de suas apostas, o que também impulsionou a moeda em relação ao franco-suíço e ao iene.

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, também deu um leve empurrão para a moeda depois de dizer que o euro formou as bases da prosperidade europeia e pediu por um fortalecimento da moeda.

A libra também avançou, depois que o índice nacional de preços dos imóveis subiu 0,4% em dezembro, contrariando as expectativa dos analistas de um queda de 0,3%. A libra atingiu a máxima no dia em relação ao dólar, de US$ 1,5525, na esteira dos números fortes e se recuperando de algumas das suas perdas recentes em relação ao euro, que atingiu máximas em sete semanas ante a moeda do Reino Unido.

Às 9h35 (de Brasília), o dólar estava em 81,30 ienes, de 81,50 ienes no fim da tarde de quinta-feira em Nova York, enquanto o euro era cotado em US$ 1,3380, de US$ 1,3286. A libra estava em US$ 1,5494, de US$ 1,5412 ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarienecâmbiofranco-suiço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.