Dólar cai após BC intervir e Bolsa sobe com melhora externa

Cenário:

NALU FERNANDES , O Estado de S.Paulo

19 de dezembro de 2012 | 02h06

Areversão de mais uma medida cambial e a realização de três leilões de venda de dólar com compromisso de recompra se sobrepuseram ao fluxo negativo de recursos, resultando em queda do dólar ante o real. Antes mesmo da abertura dos negócios ontem, o Banco Central publicou circular que estendeu de US$ 1 bilhão para US$ 3 bilhões o limite de posição vendida em dólar (aposta na queda da moeda norte-americana) das instituições financeiras livre de depósito compulsório. Depois, ainda ao longo da manhã, promoveu operações de venda de dólar com recompra futura em três prazos distintos. Inicialmente, essas ações não eliminaram a volatilidade do câmbio, mas, no decorrer da tarde, os investidores deram o braço a torcer, influenciados também pela melhora no exterior, e o dólar à vista no balcão terminou cotado a R$ 2,0890, com queda de 0,33% e perto da mínima de R$ 2,0860. O apetite por risco externo ajudou no recuo da divisa dos EUA. Depois do fechamento dos mercados, o BC anunciou que fará hoje novo leilão de venda de dólar com recompra futura.

No mercado de ações doméstico, o efeito da melhora internacional foi direto e o Ibovespa retomou os 60 mil pontos, com alta de 1,50%, para fechar em 60.460,73 pontos - maior patamar desde 26 de setembro. Apenas 11 das 68 ações que compõem o índice terminaram no terreno negativo. As ações ON da Petrobrás subiram 0,89% e as PN, 1,26%, em linha com a recuperação dos preços do petróleo no mercado internacional. A Vale, por sua vez, apresentou ganho de 1,95% no papel ON e de 1,71% no PNA. O fôlego doméstico segue o bom desempenho das bolsas norte-americanas e europeias. Por lá, as esperanças sobre um acordo para evitar o abismo fiscal nos EUA cresceram depois que o presidente Barack Obama apresentou nova proposta de aumento de impostos para os mais ricos. Inicialmente, a Casa Branca propunha que os cidadãos com ganhos acima de US$ 250 mil por ano pagassem mais imposto de renda. Recebeu como contraproposta do presidente da Câmara, o republicano John Boehner, o patamar de US$ 1 milhão. Agora, Obama teria sugerido aumento de tributos para quem ganha acima de US$ 400 mil. O Dow Jones subiu 0,87% e o S&P 500, 1,15%.

Nesse ambiente, a curva de juros futuros passou por um processo de leve inclinação, com as taxas curtas oscilando ao redor da estabilidade e as longas apresentando leve alta. O movimento dos juros longos encontrou amparo justamente na melhora dos ativos no exterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.