Dólar chega a 2,15 pesos para venda

A ausência de regras claras em relação ao câmbio flutuante e a incerteza política e econômica levaram mais uma vez os argentinos a se aglomerarem nas principais casas de câmbio espalhadas pelo centro financeiro de Buenos Aires. Se comparado com a cotação real/dólar, o peso já se encontra em patamar almejado por alguns setores da economia argentina. a moeda norte-americana chegou a ser negociada a 1,80/1,85 peso para compra e a 2,05/2,10 pesos para venda. Essa cotação varia com alguns centésimos de peso entre os estabelecimentos.Já os "arbolitos" (cambistas), na Calle Florida, a rua comercial mais movimentada da capital, negociavam a moeda a 1,90 peso (compra) e 2,15 pesos (venda). Nos últimos três dias, o Banco Central teve de intervir e queimar cerca de US$ 50 milhões de suas reservas para segurar a cotação da moeda americana, que já chegou a atingir 2,35 pesos, aproximando-se da cotação do dólar comercial no Brasil, de R$ 2,3730, às 13h45.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.