Dólar
Dólar

Dólar chega a R$ 2,55, maior nível desde abril de 2005

Incertezas sobre a formação da equipe econômica e a condução da política monetária impulsionaram o avanço do dólar pela 5ª sessão; moeda americana também teve alta ante outras divisas no exterior

Agência Estado

06 de novembro de 2014 | 17h08



O dólar comercial fechou em alta de 1,47% nesta quinta-feira, 6, e alcançou o patamar de R$ 2,55. Essa é a maior cotação no fechamento desde 28 de abril de 2005. Pela quinta sessão seguida, o dólar avança ante o real. A moeda norte-americana acumulou alta de 5,68% nessas cinco sessões. 

Os negócios de câmbio hoje foram influenciados pela divulgação da ata da última reunião de política monetária do Banco Central (BC). Na semana passada, o BC surpreendeu o mercado ao elevar a taxa básica de juros, a Selic, de 11% ao ano para 11,25% ao ano. O mercado avaliou que faltou a sinalização de uma tendência de elevação mais forte da taxa básica de juros. Isso porque o documento passou a ideia de gradualismo no processo de alta da Selic.

As incertezas sobre a formação da equipe econômica do governo também impulsionaram o avanço do dólar ante o real. Na quarta-feira, a presidente disse que ainda não se decidiu e que o nome do ministro da Fazenda sairá somente na segunda quinzena do mês. 

No cenário externo, a alta do dólar em relação a outras divisas no exterior também contribuiu para a valorização do dólar no Brasil. A moeda americana zerou as perdas ante o euro e o iene após declarações do presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi. Ele reafirmou o compromisso da instituição em fornecer estímulo para as economias da zona do euro, caso necessário, e disse que o BCE está pronto para isso.


Tudo o que sabemos sobre:
dolarmercadocambio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.