Dólar começa a semana em queda e fecha a R$ 2,3710

O dólar comercial encerrou o dia cotado a R$ 2,3710 na ponta de venda das operações, em baixa de 0,55% em relação aos últimos negócios de sexta-feira. Este é o nível mais baixo desde 30 de abril de 2002. O resultado amplia a desvalorização acumulada pelo dólar ante o real neste mês para 6,25%. No ano, a baixa chega a 10,66%. O "não" francês à proposta de Constituição para os 25 países-membros da União Européia manteve o dólar em alta ante o euro e outras moedas estrangeiras o dia todo. Mas o efeito sobre o dólar à vista no mercado brasileiro foi restrito à parte da manhã, quando os cotações chegaram a subir 0,21%, a R$ 2,389. A entrada de dólares no País garantiu mais um dia de depreciação do dólar frente ao real. Além disso, os investidores levaram em conta ainda os indicadores domésticos positivos divulgados pela manhã e que foram abafados pelo comportamento externo em alta da moeda americana. A deflação de 0,22% do IGP-M de maio (as previsões iam de -0,04% a +0,08%), a queda nas projeções de IPCA para 2005 de 6,38% para 6,35% e o superávit primário do setor público em abril, em R$ 16,335 bilhões, o melhor resultado mensal desde o início da série em 1991, foram muito bem recebidos pelos mercados.

Agencia Estado,

30 Maio 2005 | 18h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.