Dólar comercial em alta forte depois do Copom

O dólar começou o dia em alta. Às 10h10, subia 0,73%, cotado a R$ 3,157. Às 10h42, subia 0,83%, a R$ 3,16%. Ajustes à decisão do Copom de manter a Selic estável em 16% ao ano eram esperadas como inevitáveis na abertura do câmbio hoje. Como dizia o diretor de uma instituição financeira ontem à Agência Estado, com as apostas do mercado tão divididas entre a estabilidade - que acabou se concretizando - e um corte de 0,25 ponto porcentual, seria inevitável que uma parte dos investidores fosse surpreendida. A definição da tendência do câmbio para o restante do dia, no entanto, deverá ir muito além do impacto causado por esse ajuste inicial necessário. Nessa tendência pesarão as avaliações, que até aqueles que apostaram na estabilidade, farão dessa interrupção na trajetária de queda do juro.O comportamento dos mercados internacionais, principalmente os norte-americanos, e do petróleo, continuam determinantes. Pouco antes das 10 horas, o barril de petróleo, que já operou em alta nesta manhã, tinha invertido a trajetória e registrava pequena queda, em Nova York. No pregão eletrônico da BM&F, o contrato de dólar para junho mostrava alta de 1,08%, a R$ 3,184. Veja a cotação do dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.