Dólar comercial em queda

Depois de dias de forte tensão, do ajuste para cima na cotação do dólar e do respiro de ontem, o dólar começou a quarta-feira em queda. Às 11h46, caía 0,41%, cotado a R$ 2,906. Se ontem o mercado contabilizou as entrevistas do ministro Antônio Palocci, a recomendação positiva para Brasil da Merrill Lynch, a ausência do BC e o fluxo positivo para registrar uma queda nas cotações, hoje tem a favor da continuidade desse movimento o resultado da taxa de inflação da Fipe, que recuou de 0,74% na segunda quadrissemana de janeiro, para 0,64% na terceira. Muitos podem concluir que Palocci está correto ao afirmar que a alta da inflação é sazonal e que a interrupção da trajetória de queda do juro é temporária. Nesse sentido, a decisão do Copom teria sido de prudência e conservadorismo exagerados e não haveria motivos para se computar nos negócios a deterioração das expectativas para 2004. Veja a cotação do dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.