Dólar comercial fecha em queda de 1,66%, cotado a R$ 2,7180

O dólar comercial encerrou o dis em queda de 1,66% em relação aos últimos negócios de ontem, cotado a R$ 2,7180 na ponta de venda das operações. A moeda norte-americana vem em tendência de alta há exatamente 30 dias. No dia 17 de fevereiro, era vendida a R$ 2,5630 e, a partir daí, registra alta de 6,05%.Hoje, pontualmente, a queda do dólar reflete a percepção dos investidores sobre as declarações do secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, de que não descarta um aumento do superávit primário este ano. Caso isso ocorra, o risco País - taxa que mede a desconfiança do investidor estrangeiro em relação à capacidade de pagamento da dívida do país - deve cair, o que acaba atraindo dólares para o mercado interno.A forte queda do dólar nesta quinta-feira também reflete a ausência do Banco Central na compra, o que estaria levando as tesourarias de bancos a reforçar as vendas à vista. "Quem comprou pela manhã esperando a atuação do BC mais tarde está reduzindo posições, a despeito da piora do petróleo no mercado internacional", disse um operador. Por volta das 15h16, o petróleo para abril em Nova York voltou a subir acima de US$ 57,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.