Dólar comercial perto da estabilidade

A liquidez do mercado e câmbio deve sentir, já a partir de hoje, os efeitos do feriado de Ação de Graças comemorado amanhã nos Estados Unidos. A maioria dos mercados norte-americanos fecha mais cedo hoje e, apesar de reabrirem na sexta-feira, não terão liquidez. O feriado de Ação de Graças é o mais importante dos Estados Unidos. Ou seja, a semana encerra hoje nos EUA e investidores e empresas brasileiras que têm negócios a fazer na maior economia do País devem interrompê-los nesta tarde e rotomá-los somente na próxima semana. Principalmente as transações ligadas ao comércio exterior. Por isso, o mercado interno tende a focar-se no noticiário nacional, no fluxo financeiro e nos movimentos em torno da formação da ptax (taxa média) que será usada para liquidar a dívida cambial e os contratos futuros de dólar que vencem no dia 1º.Hoje, o IBGE deu uma má notícia ao mercado: o PIB do terceiro trimestre cresceu somente 0,4%, contra estimativas entre 1% e 3,10%. Ainda segundo o IBGE, o consumo das famílias está em queda desde o terceiro trimestre de 2001 e acumula recuo de 4,2% no ano. O dólar comercial abriu em queda de 0,24%, cotado a R$ 2,93. Às 10h54, estava bem perto do patamar do fechamento de ontem, em queda de apenas 0,07%, a R$ 2,935. Veja a cotação do dólar.

Agencia Estado,

26 de novembro de 2003 | 11h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.