Dólar desacelera mas ainda registra alta

Depois de operar a maior parte da manhã com forte tendência de alta, as cotações do dólar começaram a recuar às 10h43, mas ainda com valorização frente ao real. No patamar mínimo do dia, a moeda norte-americana foi vendida a R$ 3,8150 - mesma cotação da abertura do dia, registrando uma alta de 0,92% em relação aos últimos negócios de ontem. Às 10h55, o patamar dos negócios está em R$ 3,8200.Desde a abertura dos negócios, o dólar comercial vinha apresentando forte tendência de alta. O patamar máximo do dia foi alcançado às 10h24, quando foi negociado a R$ 3,8500 - uma alta de 1,85% em relação aos últimos negócios de ontem. Movimento de oscilação nas cotações já era esperado nessa semana em função de vencimentos de títulos cambiais na sexta-feira, que totalizam US$ 2 bilhões.O Banco Central anunciou para hoje um leilão de swap (troca) de títulos cambiais de prazo mais curto por prazo mais longo. A expectativa de analistas ouvidos pela editora Cristina Canas é de que os investidores pedirão taxas de juros mais altas, devido às incertezas que existem sobre a equipe econômica do novo governo, não permitindo, portanto, o recuo dos juros.Caso o BC não aceite pagar juros mais altos, terá que honrar os vencimentos dos títulos cambiais na sexta-feira. Para os investidores, isso significa menor oferta de dólares, o que contribui para a pressão de alta sobre a moeda norte-americana. Veja mais informações sobre os mercados nos links abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.