Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Dólar e temor sobre expansão do Japão pressionam bolsas da Ásia

As bolsas asiáticas operaram em quedanesta quinta-feira, com algumas conseguindo recuperar algumasperdas iniciais depois de caírem com preocupações com afraqueza do dólar, que poderia impulsionar a economia dosEstados Unidos em detrimento dos exportadores asiáticos. Osnegócios também foram influenciados por medo crescente sobre opanorama econômico japonês. O índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacíficoexceto Japão tinha queda de 0,24 por cento, para 491 pontos às7h56 (horário de Brasília). O índice Nikkei da bolsa de TÓQUIO perdeu 0,75 por cento,encerrando a 13.925 pontos. Na quarta-feira, o chairman do Federal Reserve, BenBernanke, sinalizou que a economia dos Estados Unidos podeprecisar de mais cortes de juros, destacando a seriedade dasituação econômica norte-americana e desencadeando um movimentode venda de dólares pelo mundo. Bernanke irá continuar sua fala ao Comitê de ServiçosFinanceiros da Câmara nesta quinta-feira. "O euro está atraindo dinheiro porque as perspectivas de umcorte de juro no curto prazo foram afastadas e os fundamentoseconômicos são sólidos, enquanto isso o dólar está destinado acair mais ainda pois o mercado acredita que os problemas decrédito nos Estados Unidos estão longe de serem resolvidos",disse Hideki Amikura, gerente de câmbio na Nomura Trust andBanking. As ações japonesas foram impactadas por uma queda naprodução industrial, duas vezes maior que a esperada, e por umalerta sobre crescimento feito pelo membro mais enérgico dobanco central do Japão. O alerta aumentou as preocupações deque a segunda maior economia do mundo pode desacelerar ou mesmose contrair no primeiro trimestre. Na Austrália, o principal índice da bolsa de SYDNEY fechouem queda de 2 por cento. O mercado em Sydney devolveu metade dos ganhos obtidos nasúltimas três sessões num movimento de venda de papéis de bancosque se intensificou depois que fortes dados domésticosaumentaram as perspectivas de um novo aumento nos juros. Mas a bolsa de HONG KONG subiu 0,44 por cento, com osinvestidores vendo como positivos os comentários de Bernankepara o mercado local, animado ainda pelo rali no preço dascommodities. Em SEUL, a bolsa fechou em alta de 0,89 por cento, a 1.736pontos. XANGAI recuou 0,8 por cento, TAIWAN avançou 1,86 porcento e CINGAPURA se desvalorizou em 0,66 por cento. REUTERS RB AAJ

TOM MILES, REUTERS

28 de fevereiro de 2008 | 08h54

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.