carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Dólar em alta com vencimento de dívida cambial

O mercado de câmbio abriu pressionado nesta quarta-feira, quando ocorre a definição da taxa de câmbio que servirá de referência para a dívida cambial que vence amanhã, no total de US$ 1,8 bilhão. Na abertura dos negócios, às 9h34, o dólar comercial estava sendo vendido a R$ 3,6300, em alta de 0,55% em relação ao fechamento de ontem. Veja aqui a cotação do dólar dos últimos negócios.O Banco Central (BC) anunciou hoje pela manhã mais um leilão de contratos atrelados à variação do câmbio para a rolagem do vencimento de amanhã. Entre 11h00 e 11h30, o BC fará um leilão de até 6 mil contratos com vencimento em 12/12/2002. Esta oferta equivale a US$ 280 milhões e o prazo de vencimento, em 2002, é mais curto do que o do leilão de ontem. Até ontem, o BC havia conseguido rolar US$ 1,072 bilhões desse vencimento. Ou seja, mesmo que venda tudo no leilão de hoje, ainda restarão cerca de US$ 500 milhões sem rolagem, o que, teoricamente, pode gerar pressão adicional no mercado hoje. Dependendo da magnitude desta pressão, que pelo menos na abertura tem sido suave, não se descarta uma possível atuação do BC na venda de dólar no mercado à vista.O cenário conjuntural também não é favorável aos negócios nesta manhã. No exterior, as bolsas estão em baixa e o petróleo, em alta, mas a oscilação não é expressiva. No Brasil, prevalece ainda o ambiente mais conservador em relação à inflação, que vem surpreendendo negativamente. Embora várias lideranças petistas tenham dado ontem declarações contra a inflação, a escalada dos preços não contribui para a manutenção de um ambiente positivo no mercado. De todo modo, não se descarta um refluxo da pressão cambial após a passagem do vencimento de cambiais.

Agencia Estado,

13 de novembro de 2002 | 10h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.