Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Dólar em alta com vencimentos e inflação

Hoje é dia de formação da ptax (taxa diária média de câmbio) que será usada na liquidação dos contratos futuros de dezembro. Habitualmente, os movimentos em torno dessa variável técnica descolam o mercado dos fundamentos e afastam os clientes das mesas de operações. Os especialistas, no entanto, ressaltam que a rolagem das posições nesse ativo vem sendo feita ao longo da semana e esperam que o movimento em torno da formação da ptax hoje seja ameno. Até por isso, o noticiário pode ganhar peso. E ele não é positivo. A maior preocupação da semana, a escalada da inflação, ganhou combustível no final da tarde de ontem com a taxa do IGP-M que ficou em 5,19%, a maior desde agosto de 1994, quando o Plano Real estava só começando. Por isso, o mercado sinalizava uma pressão logo no início dos negócios. Na abertura, às 9h35, o dólar comercial estava sendo vendido a R$ 3,6250, em alta de 0,42% em relação ao fechamento de ontem. Veja aqui a cotação do dólar dos últimos negócios.Além disso, o mercado está na expectativa de que o BC tente rolar o restante do vencimento de dívida pública cambial do próximo dia 2. Ontem foram feitas duas operações com esse objetivo, nas quais o BC foi bem-sucedido. Até agora já foram rolados 71,3% do vencimento total de US$ 2,3 bilhões. O mercado aguarda ansioso também o anúncio dos nomes da equipe econômica do novo governo, principalmente do presidente do Banco Central. O nome da vez é Pedro Bodin. A avaliação é de que este seria bem recebido pelo mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.