coluna

Fernanda Camargo: O insustentável custo de investir desconhecendo fatores ambientais

Dólar em alta freia gastos de brasileiros em viagens ao exterior

Segundo dados do Banco Central, brasileiros gastaram US$ 1,5 bilhão em viagens ao exterior em fevereiro; em janeiro, despesas haviam somado US$ 2,2 bilhões

O Estado de S. Paulo

24 de março de 2015 | 11h14

A alta do dólar já tem impactado os gastos dos brasileiros em viagem ao exterior. Segundo dados do Banco Central, os brasileiros desembolsaram US$ 1,477 bilhão em viagens ao exterior em fevereiro. Em janeiro, a soma havia sido de US$ 2,207 bilhões. 

O valor dos gastos em fevereiro foi o menor desde fevereiro de 2011, quando somou US$ 1,331 bilhão. O dólar comercial fechou fevereiro valendo R$ 2,856, mas atualmente já está acima de R$ 3,10. 

O Banco Central também informou que os estrangeiros desembolsaram US$ 507 milhões em viagens ao Brasil em fevereiro. Com isso, o saldo da conta de viagens internacionais - a diferença entre o que os brasileiros gastaram lá fora e os estrangeiros deixam aqui - ficou negativo US$ 970 milhões em fevereiro. 

O saldo negativo de fevereiro deste ano é menor do que o visto no mesmo mês de 2014, quando ficou em US$ 1,324 bilhão. No primeiro bimestre de 2015, o déficit da conta de viagens soma US$ 2,623 bilhões, ante US$ 2,801 bilhões negativos do acumulado dos dois primeiros meses do ano passado.

A conta de viagem faz parte do balanço de serviços, que registrou déficit de US$ 2,8 bilhões no mês. O balanço de serviços por sua vez faz parte da conta corrente do País, que em fevereiro teve rombo de US$ 6,9 bilhões. A soma da conta corrente e da conta de capital e financeira formam o Balanço de Pagamentos(Com Victor Martins e Murilo Rodrigues Alves, da Agênica Estado)

Tudo o que sabemos sobre:
viagensconta corrente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.