Dólar em leve alta; mercado de olho na política e no Copom

O ambiente político se mantém no foco das atenções do mercado. Se haverá CPI ou não, ainda não se tem certeza.De qualquer forma, parece que as movimentações do PT em torno do assunto estão causando estragos em Brasília. Ontem, a proposta de uma CPI ampla feita pela bancada do PT pode até ter tornado a possibilidade de uma investigação mais remota e, nesse sentido, seria uma estratégia bem-sucedida para o caso. Porém, acabou irritando vários aliados e pode deteriorar o cenário político causando estragos mais abrangentes, como comprometer a unidade da base aliada. Assim, o mercado certamente vai monitorar cada passo dado em Brasília e colocará as incertezas sobre o andamento da política nacional nos negócios de hoje.Esse dado negativo, que ontem deixou tensos os negócios feitos no pregão eletrônico da BM&F depois do encerramento do mercado à vista, no entanto, deve ser parcialmente abafado pelo resultado positivo do IPC da Fipe. O índice de inflação da cidade de São Paulo variou 0,26%, abaixo das estimativas do mercado, que apontava taxa entre 0,30% e 0,45%. O dólar abriu praticamente estável, a ?0,03% (R$ 2,918). Às 11h42, subia 0,10%, cotado a R$ 2,922. Veja a cotação do dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.