Dólar em queda no último dia útil do mês

Os movimentos em torno da rolagem de posições no mercado futuro de câmbio e da formação da ptax (taxa média) para a liquidação desses contratos e de US$ 232 milhõers em dívida cambial pública no próximo dia 1º devem comandar o comportamento do dólar nesta manhã. Os operadores avaliavam no início da manhã que, na abertura, as cotações devem recuar dando continuidade ao movimetno de ontem, mas não arriscam uma aposta para a definição da tendência pelo restante do dia. De fato, o dólar abriu em queda (de 0,44%, cotado a R$ 2,922) e prosseguiu nessa direção durante toda a manhã; às 11h58, caía 0,68%, cotado a R$ 2,915. O fluxo de recursos também é uma variável que tem tido importância fundamental no caminho das cotações. As captações externas continuam em banho-maria, mas o movimento das exportações segue forte e tem garantido entradas singificativas de dólares. Ontem mesmo, o resultado da balança comercial da terceira semana de fevereiro fez contraponto ao tom conservador da ata do Copom e ajudou o mercado de câmbio a manter a tranquilidade. Veja a cotação do dólar.

Agencia Estado,

27 de fevereiro de 2004 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.