Dólar encerra o dia em alta e Bolsa recua

O mercado financeiro no Brasil operou hoje sem a referência de Nova York, dado que é feriado norte-americano nesta segunda-feira e as bolsas não operaram. Em relação à Argentina, sem fatos novos, os investidores continuam aguardando novas decisões do presidente Eduardo Duhalde no sentido de reestruturar a dívidas e implementar medidas que façam o país crescer. No Brasil, os focos foram os leilões de títulos cambiais para alongamento da dívida e a expectativa com a reunião mensal do Comitê de Política Monetária (Copom), que começa amanhã e termina na quarta-feira.O dólar comercial encerrou o dia cotado a R$ 2,4350 na ponta de venda dos negócios, em alta de 0,29% em relação aos últimos negócios de sexta-feira. Segundo apurou a editora Silvana Rocha, o Tesouro Nacional vendeu integralmente os dois lotes de títulos cambiais ofertados hoje ao mercado. Trata-se de uma operação para trocar papéis com vencimento próximo por títulos com com vencimento em 2003. No total, o Tesouro pretende trocar R$ 4,650 bilhões de títulos cambiais que vencem nesta quinta-feira, dia 21. Deste montante, já foram rolados cerca de R$ 2,8 bilhões. Há pouco, o editor Gustavo Freire apurou que o Tesouro fará amanhã a quarta e última rodada para rolagem integral destes títulos.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou o dia em queda de 0,82%. Com a queda, a Bovespa acumula uma alta de 3,14% no mês, mas ainda está em baixa no acumulado do ano. Até o fechamento de hoje, a queda é de 3,36%. Até às 18h10, o volume negociado na Bovespa era de R$ 812,453 milhões. Mas grande parte deste volume, em torno de R$ 416 milhões, refere-se ao vencimento de opções. As maiores altas do Ibovespa ? índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bovespa ? foram as preferenciais (PN, sem direito a voto) da Embratel (2,20%), Celesc PNB (2,00%), Telemig Participações PN (1,64%), CRT Celular PNA (1,54%).Copom inicia amanhã reunião para reavaliar SelicOs investidores mantêm as apostas de que o Comitê vai optar por manter a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 19% ao ano. Mas o fato é que as taxas de juros no mercado futuro não param de cair. Hoje, os contratos de DI a termo com vencimento em julho de 2002 terminaram o dia cotados a 18,790% ao ano, frente a 19,355% ao ano registrados na sexta-feira. Segundo analistas, o Copom ainda quer ver sinais mais claros de recuo dos índices de inflação antes de decidir por um corte na Selic. A Bolsa não deve apresentar reações à decisão do Comitê, mesmo que ela seja por um corte na taxa. Isso porque a taxa de juro real ? taxa nominal descontada a inflação ? ainda está muito elevada, o que deixa o investimento em renda fixa muito mais atrativo. Já o mercado de juros vem antecipando a tendência de queda e uma decisão do Copom neste sentido agora também pode não surtir um efeito maior nas taxas. ArgentinaSegundo apurou a correspondente Marina Guimarães, o presidente Eduardo Duhalde vai se reunir amanhã com os governadores de províncias e deverá comunicar que as dívidas em dólares que as províncias mantêm com os bancos locais, renegociadas no final do ano passado, serão convertidas a 1,40 peso por dólar. Os governadores esperavam que esta conversão fosse na base de um para um. O ministro de Economia, Jorge Remes Lenicov, será mais incisivo e transmitirá aos governadores a mensagem que ouviu do Fundo Monetário Internacional (FMI): a situação fiscal das províncias é o principal obstáculo para o encaminhamento de qualquer acordo. Ou seja, além da crise social, a Argentina pode estar se aproximando de mais um embate entre presidente e governadores. Às 18h23, o índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires estava em alta de 3,75%.Investimentos Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.