'Dólar está derretendo e isso nos preocupa', diz Mantega

Para ministro da Fazenda, valorização do real encarece produtos no exterior e tira competitividade

Isabel Sobral e Adriana Fernandes, Agência Estado

11 de março de 2008 | 11h40

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta terça-feira, 11, que a cotação do dólar frente ao real está "derretendo" e que isso não está acontecendo só no Brasil, mas em todo o mundo. Segundo Mantega, essa é uma das conseqüências da crise internacional, iniciada nos EUA com as dificuldades do mercado de crédito hipotecário.   Veja também:   Inflação da China excede previsões e sobe a 8,7% em fevereiro Fed toma mais medidas para elevar liquidez do mercado Entenda a crise nos Estados Unidos   Veja os efeitos da desvalorização do dólar Evolução do preço do dólar    "Isso nos preocupa porque encarece nossos produtos no exterior e nos tira competitividade. Isso é um problema que deve ser encarado", afirmou, sem anunciar ou fazer referência a eventuais medidas que possam ser tomadas para sanar a questão.   Segundo Mantega, o Brasil está forte e encarando com alguma tranqüilidade a crise internacional, que ele definiu como "muito séria". O ministro defendeu a política do governo de acumulação de reservas internacionais. Segundo ele, o nível alto das reservas é um dos indicadores que têm permitido ao Brasil enfrentar com tranqüilidade a crise Internacional.   O ministro afirmou aos parlamentares, durante audiência pública da bancada do PMDB para apresentar a proposta de reforma tributária, que boa parte dessa tranqüilidade vem das políticas de equilíbrio das contas públicas, controle da inflação, ampliação do crédito e fortalecimento da renda, que permitiram a robustez do consumo no Brasil.   "Fomos muito criticados por que essa acumulação de reservas traz custos, mas valeu a pena e vamos continuar nessa política de aumento de reservas", disse Mantega, acrescentando que a crise internacional ainda não terminou. Mantega afirmou aos parlamentares que no passado "qualquer espirro internacional fazia o Brasil pegar pneumonia, mas até agora não pegamos nenhum resfriado".

Tudo o que sabemos sobre:
Mantegadólarreservas internacionais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.