Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Dólar estável em relação ao fechamento de ontem, Bolsa sobe

O dólar comercial iniciou o dia em queda, cotado a R$ 3,1290 na ponta de venda dos negócios. Às 10h20, a moeda norte-americana é vendida a R$ 3,1340, estável em relação às últimas operações de ontem. Até este horário, o dólar oscilou entre a máxima de R$ 3,1390 e a mínima de R$ 3,1290, mesmo patamar de abertura do mercado. Clique aqui para acompanhar a cotação do dólar. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 0,11%.A morte do ex-governador e presidente do PDT, Leonel Brizola, alterou a agenda nacional de hoje, que tinha como destaque a volta da discussão sobre o valor do salário mínimo à Câmara. O adiamento da votação dessa matéria muda também a pauta do mercado financeiro, que fica em compasso de espera pela definição de uma nova data.O presidente da Câmara, João Paulo Cunha, vai reunir-se com líderes aliados e, por volta das 15 horas, deve ter uma conclusão sobre a possibilidade de levar o mínimo à votação amanhã. Ontem à noite, a avaliação de líderes da base aliada e ministros era de que a votação, se realizada hoje, resultaria em vitória do governo, com margem de votos maior do que o registrado no dia 2 de junho.Isso seria um bom indicador para o mercado, que computou negativamente a derrota no Senado e trabalhava com uma vitória mais apertada na Câmara. Com o adiamento, no entanto, o governo pode perder a oportunidade de marcar esse ponto.Centro das atençõesO governo defende o salário mínimo em R$ 260, enquanto a oposição pede R$ 275. Na primeira votação na Câmara, o governo saiu vitorioso. No Senado, porém, foi derrotado. O fato é que muitos analistas acreditam que, mesmo que o governo não consiga reafirmar sua vitória, o presidente Lula vetará o mínimo de R$ 275. O assunto preocupa investidores dado que o valor de R$ 275 para o salário mínimo não está dentro do orçamento do governo. Isso significa que, caso passasse a vigorar o salário mínimo neste patamar, o governo teria ainda mais dificuldades para fechar suas contas. A Previdência, que já apresenta um alto déficit, teria um rompo ainda maior. Veja no link abaixo qual será a tramitação do salário mínimo e mais informações sobre a morte de Leonel Brizola.Veja o Especial Leonel Brizola

Agencia Estado,

22 de junho de 2004 | 10h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.