Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Dólar fecha em alta de 1,04% e Bolsa está em queda

O dólar encerrou o dia cotado a R$ 2,9180 na ponta de venda dos negócios, em alta de 1,04% em relação às últimas operações de ontem. A moeda norte-americana iniciou o dia no patamar de R$ 2,8960, também cotação mínima do dia, e oscilou até a máxima de R$ 2,9270. Com o resultado de hoje, o dólar registra baixa de 5,26% nos últimos 12 meses.Às 16h35, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em baixa de 2,60%. Os contratos com taxas pós-fixadas (DI), negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), com vencimento em junho, estão estáveis em relação ao fechamento de ontem, no patamar de 15,730% ao ano. No mercado externo, o C-Bond ? principal título da dívida brasileira negociado no exterior ? está em 93,750 centavos por dólar. No patamar mínimo do dia chegou a 93,250 centavos por dólar. O risco Brasil ? taxa que mede a confiança do investidor estrangeiro na capacidade de pagamento da dívida do país ? está em 605 pontos base e chegou a 612 hoje. Quanto maior a taxa, maior o risco na avaliação dos investidores.Rebaixamento e juros nos EUAO rebaixamento na recomendação da dívida externa brasileira pelo JP Morgan ontem à noite (veja mais informações no link abaixo) e as incertezas geradas com as oscilações nas taxas de retorno dos papéis da dívida norte-americana foram os principais motivos para a piora do risco Brasil e para a desvalorização dos títulos brasileiros no mercado internacional nesta quinta-feira. Em relação aos juros nos Estados Unidos, cresce a expectativa de que o Banco Central do país (FED) eleve a taxa básica, que está em 1% ao ano. Essa expectativa já existia e, com a divulgação de índices de inflação acima do esperado, cresce a possibilidade de alta dos juros no curto prazo. Com taxas mais altas nos papéis dos Estados Unidos, os títulos brasileiros ficam menos atraentes e perdem valor. O alta no risco Brasil reflete a desvalorização dos papéis.

Agencia Estado,

15 de abril de 2004 | 16h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.