Dólar fecha em ligeira alta

A confirmação de que a explosão na refinaria de Staten Island, em Nova York, não foi um ato terrorista aliviou o mercado financeiro brasileiro nesta sexta-feira. O dólar, que chegou a subir no momento do desastre, reduziu a alta e fechou em ligeira alta de 0,19%, a R$ 3,622. Neste mês, o dólar comercial acumula ganho frente o real de 2,96% e, no ano, 2,32%. No mercado da dívida externa, às 18h50, o C-Bond subia 1,92%, a 71,18 centavos de dólar.Nas bolsas norte-americanas, também subiram após o FBI ter confirmado que não havia indícios de ataque terrorista. Pouco antes do fechamento, a Nasdaq subia 1,34% e o Dow Jones valorizava 1,30%. A bolsa São Paulo acompanhou esta recuperação e fechou em alta de 1,12%. As taxas de juro projetadas no mercado de futuros encerraram a sexta-feira praticamente inalteradas em relação a ontem. Sem notícias relevantes e com uma série de incertezas no cenário, o mercado acabou optando por manter-se "de lado", sem assumir posições novas. Na BM&F, as taxas projetadas para abril fecharam a 26,81%, contra 26,80% na quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.