finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Dólar fecha em R$ 1,8040, patamar mais alto em um mês

Investidores esperam um aumento da demanda por dólar, o que deve pressionar as cotações

Agência Estado,

23 de novembro de 2007 | 16h51

O dólar comercial acentuou a tendência de alta durante a tarde desta sexta-feira e fechou cotado a R$ 1,8040, em alta de 1,35% em relação aos últimos negócios de quinta-feira. Este é o patamar mais alto desde 24 de outubro deste ano.   Ainda que os mercados em Nova York tenham dado uma trégua com as Bolsas em firmes altas, os investidores reforçaram posições em dólar antecipando-se à possibilidade de aumento de demanda por moeda norte-americana.   O mercado trabalha com a previsão de que em breve podem haver o IPO (lançamento de ações) da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) (de cerca de R$ 4 bilhões) em 30 de novembro e a oferta secundária de ações do Banco do Brasil (de cerca de R$ 2,1 bilhões) em 17 de dezembro.   Essas operações, se forem confirmadas, podem atrair fluxo cambial ao País, que ajudaria a atender a eventual aumento de demanda pelo BC/Tesouro. No entanto, o mercado está operando no dia-a-dia e hoje, a notícia sobre o potencial de demanda pelo fundo soberano centrou as atenções, disse uma fonte.

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado financeiroDólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.