Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Dólar fecha no nível mais baixo desde dezembro; Bolsa recua

O dólar teve mais um dia de queda e encerrou esta sexta-feira cotado a R$ 2,2170 na ponta de venda das operações, em baixa de 0,63% em relação aos últimos negócios de ontem. Trata-se do menor patamar desde 7 de dezembro de 2005, quando a moeda norte-americana encerrou o dia em R$ 2,1950. Com este resultado, o dólar acumula queda de 4,65% em janeiro.Já a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) chegou hoje perto dos 39 mil pontos, mas recuou e fechou o dia em 37.822 pontos, com queda de 0,51%. A disparada inicial da bolsa hoje foi motivada, principalmente, pelos papéis do setor de siderurgia, que refletiram a proposta de compra da Arcelor pela Mittal. A informação provocou uma procura aos papéis do setor siderúrgico no mundo todo. Aqui, a bolsa chegou a girar R$ 3,120 bilhões. Foi o maior giro financeiro desde 14 de dezembro de 2005, quando foram registrados R$ 4,5 bilhões. O Ibovespa bateu novo recorde de alta intraday (em pontos durante o dia). No final da tarde, no entanto, não resistiu à realização de lucros - investidores vendendo ações para apurar o ganho obtido, o que tende a provocar a queda das ações.As maiores altas do Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bovespa - acabaram ficando, quase todas, com papéis de siderúrgicas. Entre os papéis que compõem o índice, as maiores altas foram as ações ordinárias (ON, com direito a voto) da Arcelor (+14,24%), Siderúrgica Nacional ON (+5,30%), Tim Par ON (+3,70%), Acesita PN (+3,08%), Gerdau Metalúrgica PN (+2,53%), Gerdau PN (+2,19%).O risco Brasil - taxa que mede a desconfiança do investidor estrangeiro na capacidade de pagamento da dívida do País - caiu 5 pontos para 260 pontos base.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2006 | 19h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.