Dólar fraco ajuda e cobre avança

Os preços do cobre subiram, impulsionados pela valorização do euro em relação ao dólar - que torna o metal, negociado na moeda norte-americana, mais barato para os investidores europeus - e por expectativas crescentes de que o parlamento da Grécia aprovará as medidas de austeridade fiscal necessárias para o país receber a próxima parte do financiamento oferecido pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) e pela União Europeia. Em Nova York, o cobre fechou em alta de 1,00%, a US$ 4,0920 por libra-peso, enquanto em Londres o metal avançou 1,13%, para US$ 9.071,50 por tonelada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.