Dólar inicia o dia em queda de 0,46%

O dólar comercial iniciou o dia cotado a R$ 3,0550 na ponta de venda dos negócios, em queda de 0,46% em relação às últimas operações de ontem. Este também é o patamar em que está a moeda norte-americana às 10h15. Até este horário, o dólar oscilou entre a máxima de R$ 3,0570 e a mínima de R$ 3,0490. A divulgação do número de novas vagas criadas no mercado de trabalho norte-americano em julho abaixo das expectativas jogaram para um segundo plano, neste momento, as tensões em torno das denúncias envolvendo o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Para um consenso apurado pela agência Dow Jones de 215 mil novos postos no mês, foram criados 32 mil novos postos.A reação dos investidores ao número foi forte. A criação de um número menor de vagas de trabalho nos Estados Unidos abre a possibilidade de que a alta das taxas de juros lá seja mais lenta. Isso faz com que os papéis da dívida brasileira e de todos os ativos no mercado interno fiquem mais atrativos para os investidores estrangeiros. A tendência, caso este contexto se confirme, é que o fluxo de dólares para o Brasil continue positivo, o que tende a reduzir a pressão sobre o dólar. Além disso, os investidores corrigem parte da forte alta apresentada pelos ativos ontem. O dólar fechou em alta de 0,52% e o risco-país ? que mede a desconfiança do investidor estrangeiro em relação à capacidade de pagamento da dívida do País ? subiu 1,34%. Além das novas denúncias contra Meirelles, pesou para o mercado financeiro a forte alta do petróleo, que atingiu mais um recorde. Em Nova York, o barril do petróleo chegou a ser negociado a US$ 44,41.Veja mais informações sobre os assuntos nos links abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.