Dólar monitora volatilidade externa e fecha em alta

O dólar acompanhou a volatilidade dosmercados internacionais e fechou em alta nesta segunda-feira,acima do patamar de 1,80 real. A moeda norte-americana teve valorização de 0,78 por cento,terminando a sessão a 1,818 real. O mercado de câmbio começou o dia determinado a ajustar aforte queda das bolsas em Nova York no final da tarde desexta-feira. Com poucos minutos de negócios, o dólar jáavançava mais de 2 por cento. A abertura mais tranquila de Wall Street nestasegunda-feira, no entanto, conteve o ímpeto da moedanorte-americana por aqui. Com a reversão das bolsas em NovaYork para território positivo, o dólar se firmou com altaapenas moderada. "A bolsa (de São Paulo) hoje chegou a 2 por cento de queda,e agora (pouco antes do fechamento do mercado de câmbio) estáem alta", disse José Roberto Carreira, gerente de câmbio daFair Corretora, exemplificando a volatilidade dos mercadosfinanceiros. A melhora do humor em Nova York foi disparada pela alta dasações da Apple, que puxaram o índice de tecnologia Nasdaq parauma valorização de mais de 1 por cento. A empresa vai divulgarseu resultado trimestral após o fechamento do mercado nestasegunda-feira. Segundo Carreira, a atuação do Banco Central no mercado àvista no final da manhã ajudou a reforçar brevemente a alta damoeda norte-americana. No leilão de compra de dólares, aautoridade monetária definiu taxa de corte a 1,8149 real eaceitou, segundo operadores, ao menos uma proposta. Os leilões de compra do BC foram retomados em 8 de outubroapós quase dois meses de pausa. Com as compras, as reservasinternacionais voltaram a renovar diariamente os recordeshistóricos e, de acordo com o dado mais recente, estavam emquase 165 bilhões de dólares. As compras, segundo agentes de mercado, enxugam a ofertaexcedente de dólares para o país. De acordo com o BC, o fluxocambial para o país está positivo em outubro em 3,274 bilhõesde dólares até o dia 18. (Com reportagem adicional de Isabel Versiani, em Brasília)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.