Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Dólar não é a principal moeda do mundo, dirá Sarkozy ao G-20

Presidente francês defende que o mundo não pode seguir com um sistema estabelecido no século 20

Ricardo Gozzi, da Agência Estado, PARIS

13 de novembro de 2008 | 15h00

O dólar não é mais a principal moeda do mundo, declarou nesta quinta-feira, 13, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, ao conversar com jornalistas sobre a reunião do G-20 (grupo formado por grandes economias desenvolvidas e emergentes) prevista para começar neste sábado em Washington.   "Embarcarei para Washington amanhã para explicar que o dólar, única moeda internacional ao término da Segunda Guerra Mundial, não pode mais reivindicar a posição de divisa hegemônica no mundo", disse o presidente francês.   "O mundo muda. Estamos no século 21 e a posição francesa é de que não podemos seguir com um sistema estabelecido no século 20", prosseguiu ele.   "O que era verdade em 1945 não é mais verdade hoje", defendeu. "Não se trata de uma questão de coragem, mas de bom senso, de ver as coisas como elas realmente são."   Os líderes dos G-20, que engloba os países mais desenvolvidos do mundo e as principais potências emergentes, entre elas o Brasil, se reunirão no sábado para discutir a atual crise financeira internacional. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nicolas SarkozydólarG-20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.