Carlos Severo Fotos Públicas
Carlos Severo Fotos Públicas

Dólar opera em queda após rejeição de contas de Dilma pelo TCU

Operador do mercado financeiro diz que decisão potencializa risco de saída da presidente; Bovespa registra alta

Luciana Antonello Xavier, O Estado de S. Paulo

08 de outubro de 2015 | 13h52

A situação pode estar muito ruim para o governo, mas o mercado de câmbio não reflete essa tensão. O dólar até abriu em alta, mas logo perdeu fôlego e passou a recuar. Às 13h53 (de Brasília), a moeda americana recuava 1,19%, cotada a R$ 3,83. Já a Bovespa subia 0,38% no mesmo horário, aos 49.100 pontos.

Um operador disse ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, mais cedo que o comportamento do dólar reflete também a percepção de que a rejeição das contas da gestão da presidente Dilma Rousseff pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e o andamento da ação pela impugnação da chapa de Dilma com o vice-presidente Michel Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) potencializam o risco de saída da presidente, seja via cassação ou processo de impeachment. Além disso, entra nessa conta o novo adiamento da votação dos vetos presidenciais no Congresso

Os investidores também digerem o recuo maior do que o esperado dos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos na semana passada, para 263 mil, de expectativa de 273 mil. Os pedidos da semana anterior foram revisados de 277 mil para 276 mil. 

Tudo o que sabemos sobre:
dólarcâmbiotcubovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.