Dólar permanece em patamar elevado

As operações do Banco Central (BC) para a rolagem da dívida cambial continuam no foco de atenção dos investidores. Principalmente para o mercado de câmbio, a expectativa em relação ao resultado do leilão de swap (troca) de títulos cambiais provocaram uma pressão de alta sobre as cotações da moeda norte-americana durante toda a manhã. Às 14h30, o dólar é vendido a R$ 3,6000 - patamar máximo do dia -, registrando alta de 1,69% em relação aos últimos negócios de ontem. No mercado de juros as taxas estão em alta. Para os contratos de DI futuro com vencimento em abril de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), os juros estão em 25,500% ao ano, frente a 25,290% ao ano ontem.O fato é que, caso o BC não aceite as taxas exigidas pelos investidores para a rolagem dessa dívida, que totaliza US$ 2,3 bilhões com vencimento no próximo dia 2, os títulos cambiais serão resgatados pelo BC. Diante dessa possibilidade, a estratégia dos detentores desses papéis é manter as cotações em patamares elevados, a fim de receber um ganho maior com a operação. Segundo estimativas do mercado feitas ao final da manhã, as taxas de juros pedidas pelos investidores no leilão de hoje de contratos de swap cambial são entre 200 e 300 pontos-base superiores às de ontem. Com isso, a perspectiva de muitos analistas é de que o leilão pode fracassar, já que ontem o BC se recusou a pagar juros altos.No mercado de ações, o desempenho negativo das bolsas de Nova York teve influência negativa sobre os negócios. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com queda de 0,81%. O Dow Jones - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com queda de 1,38%. A Nasdaq - bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet - está em baixa de 1,18%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.