Dólar provoca queda em viagem internacional

A alta do dólar provocou uma queda de 15% na procura de viagens internacionais nestas férias de julho, comparado ao mesmo período do ano passado, estima a Associação Brasileira de Viagens de São Paulo (Abav-SP). O presidente da instituição, Amauri Caldeira explica que, além das altas cotações da moeda norte-americana, o clima de pessimismo da economia mundial foi um dos fatores que influenciou o turista a preferir os pacotes de viagens domésticos. Amauri Caldeira destaca que, apesar da queda na procura, o volume de viagens internacionais registrou um aumento de 18% a 20% no primeiro semestre de 2002, se comparado ao segundo semestre de 2001. "O mercado estava se recuperando após o ataques terroristas nos Estados Unidos. Porém, com a alta do dólar e as más notícias da economia mundial o mercado vem perdendo força", explica. A previsão da Abav-SP é que ocorra uma queda na venda dos pacotes internacionais de 15% até o final do ano. O presidente da Abav-SP destaca que os preços da passagens em dólar caíram cerca de 10% este ano, em relação ao mesmo período do ano passado. "Mas o preço em reais acaba aumentando neste período em função das altas cotações do dólar", avisa. Ele ressalta que os preços dos pacotes também devem sofrer reajuste, por causa da variação cambial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.