Dólar recua na abertura mas logo inverte a direção

Os apoios públicos ao presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, pipocaram das bocas dos líderes do País, como queria o mercado; a tensão em relação à condução da política monetária dos EUA diminuiu e o fluxo de recursos continua se mostrando favorável ao Brasil. Com base nisso, a aposta dos operadores em dólar para a abertura desta segunda-feira era de cotação em queda, mas com recuo limitado, já que o enxugamento de US$ 1,135 bilhão de dívida cambial na quarta-feira pode alterar a lógica do mercado. A ptax para a liquidação deste vencimento forma-se amanhã, mas interesses em pressioná-la podem influenciar os negócios desde hoje. A previsão se confirmou. O dólar abriu em queda de 0,14%, cotado a R$ 2,930, mas a trajetória logo se inverteu e, às 10h55, a moeda estava em alta de 0,14%, cotada a R$ 2,938.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.