Dólar se aproxima de R$ 2,10 e Mantega cita alta global da moeda e feriados

Divisa chegou a ser negociada a R$ 2,099 nesta quarta-feira e já acumula valorização de 12% em 2012; ministro creditou o movimento à tensão na economia internacional

Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

21 de novembro de 2012 | 16h13

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, avalia que a alta do dólar para o patamar de R$ 2,10 é normal e decorre de movimentos de mercado que têm afetado diversas moedas ao redor do mundo. O dólar chegou a ser negociado a R$ 2,099 nesta quarta-feira e já acumula valorização de 12% em 2012. No período de um ano, a alta chega a quase 16%. A divisa fechou o dia com ganho de 0,43%, cotada a R$ 2,094.

"O câmbio está flutuando. Assim como o real se desvalorizou, todas as outras moedas também caíram em relação ao dólar", disse a jornalistas, ao chegar à sede do ministério na tarde desta quarta-feira.

Mantega creditou os movimentos à apreensão dos agentes de mercado quanto à situação atual e ao futuro das economias europeia e norte-americana. "As perspectivas não são muito promissoras e isso deixou os mercados nervosos."

Apesar de o real ter acompanhado as outras moedas, o ministro ressaltou que, no Brasil, o impacto foi concentrado devido à menor quantidade de dias úteis nas últimas duas semanas. "A flutuação é normal, mas com os feriados aqui no Brasil, este efeito não foi diluído", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
Mantegacâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.