Dólar sobe 2,02% e Bolsa recua 0,14%

A fraude contábil de US$ 3,8 bilhões nos balanços da Worldcom provocou estragos hoje nos mercados de câmbio e de títulos da dívida brasileira. O dólar comercial fechou cotado a R$ 2,8820 na ponta de venda dos negócios, em alta de 2,02% em relação aos últimos negócios de ontem. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a máxima de R$ 2,8880 e a mínima de 2,8330. Com o resultado de hoje, o dólar acumula uma alta de 14,55% em junho e de 24,44% no ano. Os C-Bonds, principais títulos da dívida brasileira, encerraram o dia cotados a 59,938 centavos por dólar. Ontem, eram negociados a 60,500 centavos por dólar. Às 17h10, a taxa de risco-país subia 4,94% ou 80 pontos, para 1.698 pontos base, e permanecia sendo a segunda mais alta do mundo, à frente da Nigéria, com 1.614 pontos, e atrás da Argentina, com 6.916 pontos base, de acordo com o JP Morgan. A taxa de risco-país mede a confiança dos investidores em relação à capacidade de pagamento da dívida do País. É calculado pela diferença entre os juros pagos pelo governo brasileiro e os juros norte-americanos. Um risco em 1.614 pontos significa que o governo brasileiro paga 16,14 pontos porcentuais acima dos juros norte-americanos.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em 10.690 pontos, com baixa de 0,14%. A Embratel, empresa controlada pela Worldcom, registrou forte queda em seus papéis. As ações preferenciais (PN, sem direito a voto) despencaram 25,52% e as ordinárias (ON, com direito a voto) perderam 16,67% de seu valor, as duas maiores quedas do Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bovespa.No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), pagavam taxas de 24,250% ao ano, frente a 24,950% ao ano ontem. Já os papéis com vencimento em julho de 2003 pagavam taxas de 29,900% ao ano, frente a 30,400% ao ano ontem. Mercados internacionaisEm Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,07%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em alta de 0,38%. Na Argentina, o índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em queda de 1,45%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

26 de junho de 2002 | 19h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.