Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Dólar sobe com decisões do BC sobre rolagem da dívida

Como previam os operadores ouvidos pela Agência Estado, o dólar começou o dia em alta. Subia 0,58% na abertura, cotado a R$ 2,94, e às 10h30 subia 0,55%, a R$ 2,939. O mercado contava com a alta por que o Banco Central correspondeu ao que se previa e encolheu a rolagem de dívida pública cambial ao porcentual de somente 12,8% no leilão de hoje. Ontem, o mercado já falava em "uma rolagem menor do que aquelas feitas até agora". Por isso, não dá para dizer que os investidores foram realmente surpreendidos com a decisão de ontem sobre o leilão. Até porque, o governo tem deixado claro, em constantes comentários, sua decisão de diminuir a dívida em moeda estrangeira. O que o mercado ainda tateia é o impacto desse encolhimento das rolagens nas cotações. Veja a cotação do dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.