Dólar sobe com força nesta quarta

O dólar está na máxima do dia, cotado a R$ 1,93 com alta de 1,05% em relação ao fechamento de ontem, R$ 1,9200, na ponta de venda. Na abertura do mercado, a alta era de 0,52% e desde então vem subindo até a cotação atual. O câmbio está sendo pressionado pelas incertezas no mercado externo - Argentina e petróleo - bem como pela tensão em torno da balança comercial, que está mostrando números ruins para o Brasil, à medida que seu saldo vai se aproximando de zero. O ideal seria que o Brasil tivesse balança comercial positiva, para fazer frente às necessidades do País para pagar seus compromissos externos com menor dependência de capital externo.Também o segundo fracasso do leilão de NBC-E, que tem correção cambial, com prazos de cinco anos, está gerando uma forte demanda pela compra da moeda norte-americana. Analistas acreditam que as empresas que ainda não se protegeram contra uma alta do dólar possam começar a buscar hedge - mecanismos de proteção - cambiais, incluindo aí a compra da moeda à vista. O aumento das compras, com este objetivo de proteção futura contra altas do dólar, está pressionando esta nova alta da moeda norte-americana.Veja a seguir a análise detalhada dos motivos da alta do dólar.

Agencia Estado,

25 de outubro de 2000 | 10h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.